Programação do IV Festival de Violoncelos de Ouro Branco

Publicado
05 de Abr
2017

IV Festival de Violoncelos de Ouro Branco divulga programação e reúne virtuoses em Minas

Evento será realizado de 10 a 15 de abril, com concertos também em Belo Horizonte e Ouro Preto. Estudantes e músicos de várias partes do mundo participam do festival

A Casa de Música de Ouro Branco realiza em 2017 a quarta edição do Festival de Violoncelos. Entre 10 e 15 de abril, o evento reúne na cidade mineira estudantes, professores e músicos de diversas partes do Brasil e até mesmo de outros países

O Festival de Violoncelos de Ouro Branco tem em sua programação master classes, oficinas, recitais e concertos (também em Ouro Preto e Belo Horizonte), com a participação dos alunos e professores. Este ano participam nomes como Eduardo Swerts (violoncelista), Fábio Presgrave (violoncelista e professor da UFRN), Kayami Satomi (violoncelista e professor da UFU),  Márcio Carneiro (violoncelista e professor), além de Risa Adachi (pianista convidada).

Pela primeira vez, o festival recebe a violoncelista  Elise Pittenger e o pianista Ricardo Castelo Branco. Pittenger se mudou para o Brasil em 2010, para integrar a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, na qual exerceu o cargo de chefe do naipe de violoncelos de 2011 a julho de 2015. Também atuou como solista em 2012 e 2013. Atualmente, é professora de violoncelo na Universidade Federal de Minas Gerais. Castelo Branco é pianista experiente, com mestrado na Alemanha e participação em diversos festivais. Atuou como professor e pianista acompanhador na Universidade Estadual de Minas Gerais no período de 2005 a 2010. Atualmente ocupa o cargo de pianista acompanhador na Universidade Federal de São João Del-Rei.

O evento tem  direção geral de Kênia Libânio e direção artística do violoncelista Matias de Oliveira Pinto, idealizador do projeto. Pedagogo muito solicitado, Matias é professor de violoncelo na Universidade das Artes de Berlim e na Faculdade de Música de Münster. Realiza extensas tournées pelos EUA, vários países da América do Sul, toda a Europa, Ásia, Nova Zelândia e Austrália, apresentando-se também em importantes festivais.

Em 2017, o festival traz algumas novidades. Uma delas são as dez bolsas – no valor de R$300 (trezentos reais) cada – concedidas aos candidatos que se encaixarem melhor no perfil do evento. A avaliação será feita durante o festival, pelos professores e pela direção artística. A outra novidade desta edição é a seleção de artigos científicos, selecionados para exposição oral e consecutivas discussões durante o festival.

 

Programação

O Festival de Violoncelos de Ouro Branco tem início no dia 10 de abril, segunda-feira, às 20h30, no auditório do Hotel Verdes Mares, onde se apresentam a violoncelista Elise Pittenger e o pianista Ricardo Castelo Branco. No programa,  Sonata No. 3 para Violoncelo e Piano em lá maior, opus 69, de Ludwig van Beethoven, Pequena Suíte, de Heitor Villa-Lobos e Sonata para Cello e Piano, em ré menor, Op. 40, de Dmitri Shostakovich.

No dia 11 de abril, terça-feira, no mesmo horário e local, o concerto será com os professores e violoncelistas Eduardo Swerts, Fábio Presgrave, Kayami Satomi, Marcio Carneiro, Matias de Oliveira Pinto e a com a pianist Risa Adachi. O programa será bastante diversificado, com composições de J. S. Bach, Carl Vine, Astor Piazzolla e Manuel de Falla.

Já na quarta-feira, 12 de abril, os mesmos músicos se apresentam em Ouro Preto, no Teatro Municipal - Casa da Ópera, o mais antigo em funcionamento da América Latina. O concerto será às 19h.

No dia 13 de abril, quinta-feira, às 14h30, haverá a Tarde Contemporânea e Avaliação de Trabalhos Científicos. Será a estreia mundial da obra Cavalo Marinho para Cello Solo, de Paulo Lima, apresentada por Matias de Oliveira Pinto. Na mesma ocasião, Fábio Presgrave tocará  Lamento quase mudo, de Sílvio Ferraz. À noite, o  público terá a chance de apreciar os vencedores do I Concurso de Violoncelos de Ouro Branco/2016 - Emma Osterrieder, Sophie Charlotte Rees e  Miguel Balloussier Fernandes Braga - também no auditório do Hotel Verdes Mares, às 19:00.

Na sexta-feira, 14 de abril, às 20h30, o Ensamble do IV Festival de Violoncelos de Ouro Branco se apresenta na Capela de Santana da Fazenda Pé do Morro. O encerramento do festival será em Belo Horizonte, no sábado, 15 de abril, às 17h, no Museu das Minas e do Metal MMGERDAU, na Praça da Liberdade, também com o Ensemble do festival.

Todos os concertos têm entrada gratuita.

As oficinas, master classes, palestras e ensaios serão realizados de 10 a 15 de abril, das 9h às 13 e das 14:30h às 19h, no Hotel Verdes Mares.

O Festival de Violoncelos de Ouro Branco tem o apoio do Consulado Geral da República Federal da Alemanha – Rio de Janeiro, do Hotel Verdes Mares, do Hotel Fazenda Pé do Morro, do Teatro Municipal – Casa da Ópera de Ouro Preto, ViaReal e  do MMGERDAU.

PROGRAMA

10 de abril – segunda-feira

20h30 - Auditório Hotel Verdes Mares

(rua Santo Antônio, 115, Ouro Branco)

Concerto de Abertura

Elise Pittenger (violoncello)

Ricardo Castelo Branco (piano)

Programa

L. van Beethoven

Sonata No. 3 para Violoncelo e Piano em lá maior, opus 69

H. Villa-Lobos

Pequena Suite

D. Shostakovich

Sonata para Cello e Piano, em ré menor, Op. 40

11 de abril – terça-feira

20h30 – Auditório do Hotel Verdes Mares

(rua Santo Antônio, 115, Ouro Branco)

Concerto com os professores do festival

Eduardo Swerts

Fábio Presgrave

Kayami Satomi

Marcio Carneiro

Matias de Oliveira Pinto

Risa Adachi

Programa

J. S. Bach

Suíte nº3 em Dó Maior BWV 1009

J. S. Bach

Suite nº2 em Ré menor BWV 1008

Carl Vine

Inner World

L. van Beethoven

12 Variações para violoncelo e piano sobre um tema de Haendel “Judas Macabaeus” WoO45

A. Piazzolla

Gran Tango

M. Falla

Canções Populares Espanholas

12 de abril – quarta-feira

19h – Teatro Municipal – Casa da Ópera de Ouro Preto

(R. Brg. Musqueira, 104, Ouro Preto)

Concerto com os professores do festival

Eduardo Swerts

Fábio Presgrave

Kayami Satomi

Marcio Carneiro

Matias de Oliveira Pinto

Risa Adachi

Programa

J. S. Bach

Suíte nº3 em Dó Maior BWV 1009

J. S. Bach

Suite nº2 em Ré menor BWV 1008

Carl Vine

Inner World

L. van Beethoven

12 Variações para violoncelo e piano sobre um tema de Haendel “Judas Macabaeus” WoO45

A. Piazzolla

Gran Tango

M. Falla

Canções Populares Espanholas

13 de abril, quinta-feira

14h30 -Auditório do Hotel Verdes Mares-OB

(rua Santo Antônio, 115, Ouro Branco)

Tarde Contemporânea e Avaliação de Trabalhos Científicos

Programa

Paulo Lima

Cavalo Marinho para Cello Solo – Estreia Mundial

Violoncelo: Matias de Oliveira Pinto

Silvio Ferraz

Lamento quase mudo

Violoncelo: Fábio Presgrave

19h - Auditório do Hotel Verdes Mares

(rua Santo Antônio, 115, Ouro Branco)

Concerto com os premiados no I Concurso de Violoncelos de Ouro Branco/2016

Emma Osterrieder

Sophie Charlotte Rees

Miguel Balloussier Fernandes Braga

Programa

J. S. Bach

Sarabanda e Gigue em ré menor

E. Elgar

Concerto nº1 – 2º  Movimento

A. Dvorak

Concerto para Violoncelo – 3º Movimento

P. Tschaikowski

Pezzo Capriccioso

J. S. Bach

Preludio em Dó maior

A. Piatti

Capricho nº 7

A. Ginastera

Pampeana nº 2

14 de abril, sexta-feira

20h30 -  Capela de Santana do Hotel Fazenda Pé do Morro

(Rodovia MG 129, Km 174, Ouro Branco)

Concerto do Ensamble do IV Festival de Violoncelos de Ouro Branco

Programa

H. Villa Lobos

Bachianas Brasileiras nº1

E. Oscher

Solo

E. Aguiar

Violoncelada

A. Bruckner

Ave Maria – Arr. Fábio Presgrave

Sivuca

Feira de Mangaio – Arr. Ocelo Mendonça

15 de abril, sábado

17h – Museu das Minas e do Metal MMGERDAU- BH

(Praça da Liberdade, s/n, Belo Horizonte)

Concerto do Ensamble do IV Festival de Violoncelos de Ouro Branco

Programa

H. Villa Lobos

Bachianas Brasileiras nº1

E. Oscher

Solo

E. Aguiar

Violoncelada

A. Bruckner

Ave Maria – Arr. Fábio Presgrave

Sivuca

Feira de Mangaio – Arr. Ocelo Mendonça

 Casa de Música de Ouro Branco

A Casa de Música é uma entidade sem fins lucrativos que desenvolve ações na área de ensino e divulgação da música erudita. Criada em 2001 por um grupo de professores e pais de alunos, a entidade tem como principais objetivos promover a difusão e a divulgação do acesso à música, criar alternativas de inserção e incentivar o intercâmbio cultural e a carreira de jovens músicos.

A Casa de Música é patrocinada pela Gerdau e Milplan Engenharia.

Mais informações no site www.casademusica.org

Sobre a Gerdau

A Companhia é líder no segmento de aços longos nas Américas e uma das principais fornecedoras de aços especiais do mundo. No Brasil, também produz aços planos e minério de ferro, atividades que estão ampliando o mix de produtos oferecidos ao mercado e a competitividade das operações. Com mais de 45 mil colaboradores, a Gerdau possui plantas industriais nas Américas, na Europa e na Ásia.A Gerdau segue os princípios do desenvolvimento sustentável e acredita que o crescimento de uma empresa está diretamente ligado ao relacionamento ético e socialmente responsável com todos os públicos com os quais se relaciona. Com mais de 114 anos de história e presente em 14 países, por meio de operações que atuam nas várias etapas da indústria do aço, a Empresa tem trabalhado em iniciativas voltadas à educação, mobilização voluntária e qualidade em gestão. Em Minas Gerais, que possui riquezas históricas e culturais, a Gerdau também apoia projetos voltados à preservação do patrimônio.

MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal

Com 18 salas e 44 atrações, o MM Gerdau abriga um importante acervo sobre mineração e metalurgia. Usa recursos tecnológicos para destacar, de forma lúdica e interativa, a importância dos metais e minerais no cotidiano das pessoas. Além disso, marca a relação entre a história e as expressões culturais de Minas Gerais com a riqueza de seus recursos naturais. O Museu foi aberto ao público em 22 de junho de 2010 e desde 1º de dezembro de 2013 está sob a gestão da Gerdau, líder no segmento de aços longos das Américas e uma das principais fornecedoras de aços especiais no mundo. O MM Gerdau integra o Circuito Cultural Praça da Liberdade e ocupa o antigo edifício da Secretaria de Estado da Educação, inaugurado em 1897 e tombado pelo Iepha/MG. O projeto de ampliação e adequação do prédio é do arquiteto Paulo Mendes da Rocha. A museografia é assinada por Marcello Dantas. O MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal tem o certificado de excelência do TripAdvisor e foi a primeira instituição museológica do Brasil a receber a certificação do Instituto Herity em gestão da qualidade do patrimônio cultural. 

Endereço: Praça da Liberdade S/N, Prédio Rosa - Funcionários

Telefone: (31) 3516-7200

Funcionamento: Terça a domingo, das 12h às 18h (quinta, das 12h às 22h)

Entrada franca

www.mmgerdau.org.br

MILPLAN Engenharia

Com quase 34 anos de existência, a MILPLAN, uma empresa mineira, esteve sempre voltada à execução de obras de construção e montagem eletromecânica de unidades e complexos industriais, junto as maiores e mais importantes indústrias de base e de transformação do Brasil. São mantidos até 15 canteiros de obras nas diversas regiões do Brasil, onde são gerados 4 mil empregos diretos. A MILPLAN busca estabelecer uma relação de respeito, harmonia e responsabilidade com as comunidades onde está inserida. Inclui-se neste princípio, a preferência pela contratação de mão de obra, compra de insumos e recursos locais. A empresa apoia e participa, individualmente ou em parceria com os clientes, de projetos e programas sociais, culturais e esportivos junto às comunidades onde está atuando. Os colaboradores são incentivados a fazer parte do voluntariado de cada ação como estímulo à consciência cidadã. Este conceito tem como objetivo deixar legados à sociedade onde esteve inserida.

- Informações para a imprensa, agendamento de entrevistas e fotos em alta resolução:  (31) 98628-2248